Yesterday: o sonho de Paul McCartney

Yesterday: o sonho de Paul McCartney

7
686
0
domingo, 04 março 2018
Culturall

Por Jorge Felipe Coelho -Há 52 anos os Beatles lançavam seu single mais distinto dentre os lançados até aquele momento. Em 4 de março de 1966, “Yesterday” foi lançada como um EP no Reino Unido, acompanhada de “Act Naturally”, no lado A, “You Like Me Too Much” e “It’s Only Love”, essas no lado B. A composição, com teor intimista, de Paul McCartney foi a primeira música gravada por um único integrante da banda e não tinha muito a ver com a imagem e demais músicas dos quatro rapazes de Liverpool.

Ainda que McCartney estivesse fascinado com sua criação, Lennon, Harrison e Starr estavam relutantes em aceitá-la, por pouco não barraram a inclusão da faixa no álbum “Help”, lançado em 1965. O mundo perderia assim, simplesmente, a canção mais regravada da história da música popular, com mais de 2000 interpretações diferentes (de Frank Sinatra a Marianne Faithfull), segundo o Guinness World Records (Livro dos Recordes).

Reza a lenda que McCartney dormia na casa de sua noiva Jane Asher e então despertou bruscamente de um sonho. Ele logo correu para o piano, a fim de não perder a melodia que ficara em sua cabeça, e usou um gravador para guardar as notas tocadas. Ainda intrigado pela forma como havia concebido aquela melodia, por cerca de um mês o beatle visitou inúmeras pessoas do mundo da música questionando-os se conheciam aquela sequência de acordes. Somente após se certificar de que não havia cometido um plágio inconsciente, o músico partiu para o desafio de escrever a letra nostálgica da canção durante uma viagem a Portugal.

 

Todo o trabalho foi levado por McCartney ao lendário Abbey Road Studios, de Londres, para que George Martin, produtor conhecido como “o quinto Beatle”, pudesse coordenar o processo de gravação. Os outros integrantes dos Fab Four chegaram a testar uma variedade de instrumentos para a canção, porém Martin os convenceu de que deixassem McCartney gravar sozinho tocando sua guitarra acústica.

Na segunda sessão de gravação, realizada em 14 de julho de 1965, nascia a versão definitiva de uma das músicas mais apreciadas de todos os tempos, embelezada, ainda, pela adição de um quarteto de cordas ao longo de seus pouco mais de 2 minutos de duração. Uma curiosa e intrigante história de sucesso e espontaneidade na música que contrasta com os tempos dissimulados atuais.

Equipe de Gravação de “Yesterday”:

Paul McCartney – vocalista, guitarra acústica

Tony Gilbert – violino

Sidney Sax – violino

Kenneth Essex – alto

Francisco Gabarro – violoncelo

George Martin – produtor musical

Norman Smith – engenheiro de áudio

Hits: 110

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *