Apoio:
Anúncio

Radiocultfm

Diversidade Cult

“Toca de Bicho”, indie rock alagoano para acarinhar você

Guitarrista e compositor Caíque, o Jorg se une ao DJ Carlos PXT em novo EP

Foto de Lucas Nascimento
Foto de Lucas Nascimento / divulgação

Por Andréa Alves – Quando os primeiros acordes de “Outro Som, Outro Tom” soaram no meu ouvido a sensação foi de volta ao passado. Algo nada ruim para quem se sente presa no Dia da Marmota [vide o filme Feitiço do Tempo, de 1993, com Bill Muray] há mais de um ano. Sorte a nossa que a música tem esse dom de mudar o espaço tempo.

A base melódica e, particularmente, as linhas de guitarra me remeteram a sonoridade dos anos 1980/90. Na letra um convite a partilhar a visão do compositor quando joga para o mundo uma nova canção. Assim, Caíque, o Jorg [ que antes assinava apenas Jorg. ], apresenta seu EP, Toca de Bicho. “Outro Som, Outro Tom” abre caminho para “Toca de Bicho” e “Debaixo do Céu”, três faixas inéditas produzidas em parceria com o DJ Carlos PXT.

Toca de Bicho - Caíque O Jorg e Carlos PXT

Toca de Bicho é uma das produções filhas da pandemia; composto de forma remota e com canções que trazem alguma reflexão. As bases, todas produzidas por Carlos PXT, dão uma camada eletro para a guitarra mais roqueira de Caíque, o Jorg. Na faixa “Toca de Bicho” essa mescla chega lindamente próximo do industrial. Já em “Debaixo do Céu” a parceria entre sintetizadores e instrumentos soa tão harmoniosa que dá vontade de voltar ao começo.

Velho conhecido da cena alternativa alagoana, Caíque, o Jorg está na estrada desde 2002. Guitarrista e compositor, surpreende os passantes com seu pé no indie rock e seu trabalho multifacetado. Lançou em 2019 o álbum “Coisas Pequenas”, uma delicada e particular viagem musical às cenas do cotidiano. Caíque também é vocalista e criador das bandas Baztian e Bad Rec Project, além de guitarrista da banda de hardcore melódico Ximbra. Recomendo uma escuta atenciosa na obra o rapaz.

Para esse EP, Caíque, o Jorg se uniu a Calos PXT, DJ, beatmaker e produtor, outro alagoano que vem fazendo a diferença na sonoridade das produções por onde passa. Baixista por formação, Carlos mescla elementos digitais e orgânicos produzindo uma sonoridade única e tem na música Jamaicana uma das suas raízes mais profundas. Os beats desse selecta fazem a diferença nas bandas Tequla Bomb, Vibrações e Favela Soul, além das parcerias como os rappers GOG e Vitor Pirralho.

“Outro som, Outro Tom” foi a primeira faixa a ganhar um videoclipe. Gravado no centro de Maceió, Alagoas, o clipe traz uma atmosfera enigmática e apocalíptica que em muito combina com nossos atuais dias pandêmicos. E é a primeira parte de uma história que continua no próximo clipe, planejado para meados de abril.

Clique aqui e conheça o EP Toca de Bicho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *