Apoio:
Anúncio

Radiocultfm

Diversidade Cult

Spencer Elden, que foi o bebê em capa icônica do Nirvana, entra com processo por pornografia infantil

Por Ipitácio Oliveira – O bebê cuja imagem foi usada na icônica arte da capa do álbum Nevermind do Nirvana, de 1991, entrou com um processo contra a banda, alegando que a fotografia constituía pornografia infantil.

A capa do álbum retrata Spencer Elden (que tinha 4 meses na época), nadando debaixo d’água, perseguindo uma nota de um dólar pendurada em um anzol, uma imagem anticapitalista que ganhou uma divertida ironia, dadas as circunstâncias recentes.

De acordo com a Variety, o advogado de Elden, Robert Y. Lewis, afirma que a imagem é uma obra de pornografia infantil, alegando que a nota de um dólar faz o bebê parecer “uma trabalhadora do sexo”. Lewis alega que isso foi feito intencionalmente para aumentar as vendas de álbuns.

Elden, agora com 30 anos, está pedindo pelo menos 150.000 Dólares de cada um dos 17 réus nomeados, incluindo todos os membros sobreviventes da banda, incluindo Dave Grohl, Krist Novoselic e Courtney Love (viúva de Kurt).

“Os réus comercializaram intencionalmente a pornografia infantil de Spencer e alavancaram a natureza chocante de sua imagem para promover a si mesmos e sua música às suas custas”, diz o processo, via Variety. “Os réus usaram pornografia infantil retratando Spencer como um elemento essencial de um esquema de promoção de discos comumente utilizado na indústria da música para chamar a atenção, em que as capas dos álbuns posavam crianças de uma maneira sexualmente provocativa para ganhar notoriedade, impulsionar as vendas e atrair a atenção da mídia e crítica avaliações.”

Os pais de Elden receberam 200 Dólares  pela foto, mas supostamente nunca assinaram uma autorização para seu uso. Elden também afirma que a banda fez uma promessa de cobrir seus genitais com um adesivo, mas o adesivo nunca foi incorporado na capa do álbum.

Essa questão foi discutida décadas atrás, quando a fotografia de Elden estava sendo preparada para a capa do álbum, já que havia algum debate sobre retocar a nudez, para evitar reações inevitáveis ​​(e, sem saber, um futuro processo). O falecido frontman Kurt Cobain supostamente respondeu dizendo que eles poderiam colocar um adesivo sobre os órgãos genitais do bebê, junto com a declaração: “Se você está ofendido com isso, deve ser um pedófilo enrustido”.

Para aumentar a ironia, Elden parece ter gostado de seu papel na famosa foto da capa antes do processo, já que ele recriou a imagem várias vezes, tanto quando criança quanto adulto (embora usando calção de banho). Elden também tem o título do álbum, “Nevermind”, tatuado em letras grandes no peito.

A capa do álbum não era apenas icônica, era assustadoramente profética – Elden, ao que parece, ainda está perseguindo aquele dólar.

Link para a matéria original em inglês: Forbes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.