publicidade:

Radiocultfm

Diversidade Cult

Sepultura surpreende em Quadra, décimo quinto disco da banda

Sepultura – divulgação

Por Ipitácio Oliveira – Em seu 15° disco, o grupo sepultura, surpreendeu seu público com um trabalho que foge em parte da sonoridade dos seus álbuns anteriores, aqueles que esperavam por um  modelo de metal tradicional,  que o conjunto já vinha adotando recentemente, aqui nesse renovado quarteto, os seus fiéis seguidores podem ficar espantado com o que se ouve.

Mesmo com os seus inúmeros elogios, colecionados ao longo do tempo, e com o enaltecido disco Roots (1996) — que gerou um grande comentário dentro e fora do rock — o conjunto mineiro, deu uma guinada musical considerável em seu atual disco.

Com uma forte influência do Metal europeu, e recheado de progressões harmônicas, incluindo várias nuances sonoras, o sepultura demonstra um amadurecimento mais do que evidente. Tal feito, é de grande relevância, senão o principal fator que suporta toda a estrutura do álbum.

 O disco Quadra (Nuclear Blast: CD/Vinil Duplo/Streaming/Digital – 2020) é baseado no livro, Quadrivium escrito pelo inglês John Martineau. que foi a motivação direta para criação do conceito desse novo trabalho, esse modelo de organização acabou dando certo, e ajudou a direcionar os músicos no que queriam desenvolver.

Quadra

Conheça QUADRA:

Críticas sociais, revolta, indiretas e autorreflexão são os temas recorrentes nas músicas de Quadra, que nessa parte, o grupo sempre se manteve em sintonia com as mudanças externas, mas o livro em si, ditou o caminho pelo qual seguiram.

A sonoridade da banda americana Mastodon é evidente em algumas das faixas, mas boa parte, é original do próprio conjunto. O assombro se tem pela musicalidade dos integrantes, que se encontram em total e completa sintonia, além da destreza na virtualidade na execução de seus instrumentos.

A produção do álbum contou com a assinatura do produtor sueco Jens Bogren que já trabalhou com o conjunto no disco anterior Machine Messiah (2017), Bogren  soube extrair o melhor de cada músico e apresentando um disco  polido e acessível.

Dificilmente o sepultura, irá embarcar em uma viagem ao passado, Quadra simboliza não só um novo caminho que o grupo seguirá no tão exagerado (e competitivo) mercado musical , mas marca principalmente, a sua independência artística,   sem precisar viver na sombra de seus criadores originais,  em outras palavras, finalmente estão livres.

Em tempo, ótimo disco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo