Marky Ramone no Rio: Sujando o nome

Marky Ramone no Rio: Sujando o nome

3
2566
0
sábado, 30 abril 2016
Culturall

Por André Luiz Costa – Parecia uma Festa Punk perfeita. O DJ Wagner Fester abriu a noite e animou os intervalos com clássicos do punk rock nacional e internacional e alguns lados B, depois os Beach Combers subiram ao palco e mostraram toda a energia que já conhecemos de suas apresentações ao ar livre, e finalmente, Marky Ramone, a grande estrela da noite chegou, fez um show correto, animado, mas… com final brochante. Os produtores da Grande Roubada fizeram de tudo. Escolheram uma boa casa, garantiram a pontualidade e receberam um público razoável (poderia ser bem maior). Eles só não contaram com uma atitude inesperada do próprio Marky, que simplesmente não voltou para o bis.

BeachCombers1

Beach Combers / Foto de Nem Queiroz

A banda, que foi batizada de Marky Ramone’s South American Blitzkrieg, estava redonda, com o bom vocalista Oscar Chinellatto, o guitarrista Marcelo Gallo e o baixista Alejandro Viejo. O mais interessante é que Chinellatto tem um tom de voz parecido com Joey Ramone, e isso agradou bastante quem estava por lá. Mas o melhor, até então, foi o set list caprichado. Como um bom Ramone, seu repertório foi uma pancadaria atrás da outra, com pouquíssimas pausas e o clássico “one two three four” entre uma e outra.
Logo na primeira, “Rockaway Beach”, abriu-se a roda no meio do Imperator e foi assim até “Pinhead”, passando por hinos como “The KKK Took My Baby Away, Pet Sematary, “I Wanna Be Sedated”, “Surfin’ Bird”, “Beat on the Brat”, “Sheena Is a Punk Rocker”, entre muitas outras. Alguns dos presentes, mais novos e desavisados, por incrível que pareça, acharam estranho aquilo tudo junto e ficaram esperando um pouco mais de “olá Rio” ou “obrigado”, mas aí é problema de quem não conhece história. Esses mesmos desavisados ficavam olhando seus smartphones durante sons “menos conhecidos” (que vergonha, público!) como “53rd & 3rd” e “Chinese Rock”, só pra citar algumas.
Ramon Nem Queiroz 1
Após a enxurrada de clássicos, aconteceu o inesperado. As luzes se apagaram e era hora do bis. Foram aproximadamente 20 minutos de espera, com algumas pessoas gritando “Hey Ho Let’s Go”, mas de repente começou a rolar Frank Sinatra – “My Way”- nas caixas de som, como é padrão nos encerramentos da casa. Com as luzes já acesas a galera começou a vaiar, afinal ainda tinha muita coisa pra se ouvir. Algumas horas mais tarde, a produção divulgou uma nota (leia no final do texto) alegando motivos pessoais do baterista. De acordo com o set pregado no palco, o grupo deveria ter tocado mais sete músicas, entre elas as clássicas “Blitzkrieg Bop” e “Do You Remember Rock’n’Roll Radio?”. Decepcionante.  E infelizmente, sem querer, o ocorrido fez jus ao nome da festa como uma piada (sem graça) pronta. Não foram poucos reclamando nas redes sociais alegando que aquilo foi uma “grande roubada”, mas vale lembrar que a produção não pode prever estrelismo de artista. A parte deles foi feita.
Nessa história toda, quem se deu bem foi o Beach Combers, que fez um show com quase o mesmo tempo da atração principal e agradou com sua surf music consagrada nas ruas do Rio. Merecem um novo show na casa em eventos como o Rio Novo Rock, por exemplo.
Veja abaixo a nota oficial da Grande Roubada e o set list da Marky Ramone’s South American Blitzkrieg
“Pessoal, infelizmente por razões pessoais Marky Ramone decidiu finalizar o show após tocar 24 músicas por cerca de 50 minutos sem retornar ao palco depois para um bis. Nós da produção cumprimos com todas as exigências e cláusulas contratuais e todos os custos envolvidos na produção do evento foram previamente pagos por nós. Nossas obrigações para com o artista foram cumpridas, porém determinadas condutas do mesmo fogem do nosso controle, pedimos desculpas por quem, assim como nós, esperava mais dessa noite.”
01- Rockaway Beach
02- Teenage Lobotomy
03- Psycho Therapy
04- Do You Wanna Dance?
05- I Don’t Care
06- Sheena Is a Punk Rocker
07- Havana Affair
08- Commando
09- I Wanna be Your Boy Friend
10- Beat on the Brat
11- 53rd & 3rd
12- Now I Wanna Sniff Some Glue
13- Gimme Gimme Shock Treatment
14- Rock ‘N’ Roll High School
15- Oh Oh I Love Her So
16- Surfin’ Bird
17- Judy Is a Punk
18- I Believe in Miracles
19- The KKK Took My Baby Away
20- Pet Sematary
21- Chinese Rock
22- I Wanna Be Sedated
23- I Don’t Wanna Walk Around With You
24- Pinhead.
Leia ainda a resenha do fotógrafo Nem Queiroz

Hits: 1519

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *