Apoio:
Anúncio

Radiocultfm

Diversidade Cult

Fotografia: A lenda do f/stop

Fala galera, Rogério Bezerra aqui! Vocês devem estar pensando: que raio de título é esse? E que diabos é f/stop?

Bora lá, vou explicar, pegue sua calculadora e vem comigo! O que é f/stop? Respondendo de forma direta e reta, f/stop é a relação da distância focal de uma lente e a abertura de seu diafragma. Trocando em miúdos, f/stop não é apenas um número representado na abertura do diafragma.

Fórmula para chegar ao f/stop

f/stop é igual a distância focal dividida pelo diâmetro de abertura do diafragma em milímetros.

Detalhes da lente Sony 50mm

Na prática vamos comparar duas lentes prime básicas, uma 50mm f1,4 e uma 50mm f1,8:

Lente 1 – f=50mm f/stop 1,4

Lente 2 – f=50mm f/stop 1,8

Deu para perceber que a abertura máxima do diafragma é maior em lentes com menor f/stop e sendo assim lentes com a mesma distância focal com menores f/stops tem o diâmetro maior e devido a esse diâmetro maior, costumam ser mais difíceis de fabricar, e por isto são mais caras e mais pesadas. Normalmente apresentam melhor desempenho ótico (com menos aberrações cromáticas, menos distorção, melhor definição, menos vinheta), além de melhor selagem, dentre outros.

Na prática, valores menores de f/stops (por exemplo f/1.4) significam que mais luz consegue passar através da lente e atingir o sensor da câmera. Assim, quanto mais aberto o diafragma estiver durante a captura de uma fotografia, mais luz passa e menor precisa ser o tempo de exposição de uma fotografia.

Por isso, lentes com baixo f/stop são popularmente conhecidas como lentes rápidas (fast lenses) e a gente paga pelo preço, vendendo um rim ou o pedaço do fígado, porque são extremamente caras!

Daí uma um simples relação: para cada stop fechado, o diafragma deixa passar metade da luz para o sensor. Na tabela a seguir, você encontra o cálculo da área de abertura do diafragma para três diferentes lentes prime:

E lembrando também que o f/stop afeta diretamente a profundidade de campo da sua lente, quanto mais aberto o diafragma, menor é a profundidade campo (posso falar sobre isso na semana que vem!).

Além disso, o f/stop interfere na qualidade e nitidez da imagem, já falei sobre sweet spot que você conferir clicando aqui, que se eu me aprofundar teremos muito pano pra manga.

Acho que posso deixar para as próximas semanas, o que acham? Deixem um comentário aí e até semana que vem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *