Apoio:
Anúncio

Radiocultfm

Diversidade Cult

A treta no show sertanejo

Fala galera, Rogério Bezerra aqui! Quem nunca se envolveu ou presenciou uma treta daquelas de descolar o rego da bunda? O caso que irei relatar aqui aconteceu, é verídico e eu vi tudo! Inclusive fiquei com vergonha alheia da pessoa e depois eu me senti mal (mentira, não senti não!).

Aconteceu em um show sertanejo, daqueles com público de mais de 10 mil pessoas, de uma cantora famosíssima no meio: Nayara Azevedo! Aí vocês devem estar se perguntando, pô Rogério, você não só fotografa shows de rock? A resposta é NÃO! Eu fotografo o que me pagam bem, não importa o estilo musical que seja. Enfim, nesse show, eu não fui contratado, fui para fazer portfólio, era festa de uma cidade que não irei revelar o nome, tão pouco o nome dos envolvidos na treta. Peguei meu carro, câmera, uma única lente e parti para a cidade. Havia grade em frente ao palco, ótimo sinal, pit para fotógrafos! Cara de pau que sou, procurei o produtor do evento para tentar uma credencial para fotógrafo, imprensa ou sei lá, freelance. Consegui! Agora vamos à treta!

No evento havia uma fotógrafa “oficial” contratada pela prefeitura da cidade, até aí tudo bem, então eu vi a moça fotografando as bandas de abertura de cima de um palco alternativo, e mesmo sendo um palco paralelo para bandas de abertura, tinha uma baita estrutura de som e iluminação que fiquei impressionado! O palco era bem alto, me autorizaram a subir para fotografar de lá inclusive, mas preferi ficar ali em baixo para não atrapalhar a fotógrafa oficial do evento, afinal ela estava sendo paga para isso e para fazer um bom trabalho, eu só iria fazer portfólio e corria o risco de atrapalhar de alguma forma. Pois bem, dei uma olhada no equipamento dela (quem nunca?) e vi aquele flash enorme montado na câmera, flash esse que foi o gatilho da treta. Pensei: o flash é para fotografar o público, já que o palco está com uma iluminação linda. Mas nãããããoooo! A moça estava espocando o flash nas fuças dos artistas! Caracas! Me subiu um comichão, mas me contive.

Olha essa luz, bicho! Banda Expira em Segundos

Terminados os shows de abertura, me movimentei para o palco principal para o show da sertaneja e ali encontrei mais dois fotógrafos e já fui logo puxar conversa, eu sou do tipo que gosta de manter um bom relacionamento no pit e manter o respeito com os outros profissionais, o espaço ali era para todos. Conheci o fotógrafo oficial da cantora e um outro que cobria o evento para uma revista eletrônica regional, só que eu não vi a fotógrafa oficial do evento. Fui informado que ela estava no camarim fotografando os fãs, mas as fotos já haviam terminado, já que o fotógrafo da artista já estava no pit esperando pelo início do show.

E finalmente começa o show, belíssima estrutura de palco, luzes, efeitos especiais, pirotecnia, parecia um show do KISS, palco numa altura perfeita que só a minha lente 28-70 deu conta do recado, coisa linda! E cadê a fotógrafa oficial? Nada de aparecer… por fim, na terceira música ela aparece, correndo, esbaforida e pimba! Liga o flash e faz o primeiro click com o flash em 1/4, meu Jesus, o que foi aquilo? Parecia o relâmpago do martelo do Thor depois de se chocar com o escudo do Capitão America, foi um luzeiro que iluminou o pit todo, diretão, sem rebatedor, sem difusor, foi seco, duro, sem vaselina!

Ao ver aquilo o fotógrafo da cantora foi até a dita cuja e todo educado disse: DESLIGA ESSA MERDA! A mulher fechou a cara e saiu do pit cuspindo marimbondos! Poxa vida, tinham que ter avisado pra ela sobre o uso do flash né? Tadinha, ela não sabia… após esse incidente, o show correu bem, eu pude ficar o tempo todo no pit, o fotógrafo me convidou para subir no palco e fotografar de lá, que achei o máximo! Ele ainda brincou: Sem flash, heim! Estava com a minha Sony A7II, ela não tem flash…  Tranquilizei…

No dia seguinte, a treta ainda gerava consequências, ela fez fotos no camarim da cantora, e o fotógrafo oficial também, só que, a artista disponibiliza as fotos gratuitamente no site para download e em alta resolução. A moça estava vendendo as fotos, VENDENDO! E se recusou a revelar qualquer foto que não seria a dela em sua loja e por causa disso, até o fã clube se manifestou no Instagram e Facebook da mulher. A treta foi grande, a treta foi linda e nesse caso o jargão “treta é marketing” não se aplicou a ela, porque mexer com fã clube de cantores sertanejos é o mesmo que mexer num vespeiro.

E é isso aí, espero que tenham gostado! Perdão pelo texto longo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *