Thales Fiorin – Direção Gráfica e Design

Thales Fiorin – Direção Gráfica e Design

4
635
0
domingo, 06 março 2016
staff

A minha relação com a música foi percebida pelos meus pais com a Baby Consuelo, nos meus 4 anos de idade em 1981. Eu escutava a música “Todo dia era dia de Índio” repetidamente e nas alturas. Até o dia em que meu pai encontrou o nosso vizinho no quartel assobiando a música e me culpando por isso de tanto que ouvia. Eu uso o “repeat” quando me identifico com uma música e não me canso de ouví-la por um dia inteiro, sem parar. Curto roda de viola, samba de raiz, gosto do original. O clássico me ajuda a concentrar para ler ou desenhar, o Blues me inspira, o Jazz me encanta e o Rock foi por osmose. O Indie é uma paixão, fui apresentado à ele quando gerenciei a extinta Drinkeria Maldita em Botafogo, onde a trilha sonora era feita por DJs da Radio Fluminense seguindo os moldes do programa de rádio “A Maldita”. Depois, gerenciando o Lapa Irish Pub onde eu também era responsável pela programação das bandas que lá tocavam, conheci a galera da Radiocult e aqui estou.

Comments are closed.