Homobono lança EP em noite memorável

Homobono lança EP em noite memorável

3
919
0
sábado, 25 março 2017
Culturall
Fotos de Nem Queiroz

Fotos de Nem Queiroz

Por Nem Queiroz – Eu já sabia o que encontraria e movido por um impulso de ansiedade, cheguei muito mais cedo que deveria, mas tudo bem, estava eu entre amigos, entre bons amigos! E eu também sabia que muito dessa noite ainda seria muito pouco! Seria uma noite para não esquecer! E assim o foi! Passagem de som pra mim, quando a banda é boa, é um showzinho a mais e particular. O artista leva umas músicas a mais e até parar o teste no meio eu acho o máximo, a movimentação dos técnicos de som e luz, os roadies, os amigos abrindo a cerva, já se divertindo esperando a diversão! O espaço era a aconchegante Áudio Rebel, um estúdio que virou palco! Então, vamos lá, um lugar não muito espaçoso, mas que tem dado grande contribuição para a cena rock carioca, com bons shows e público seleto e hoje o show era o do boa praça Marco Homobono, um grande cara, batalhador e super criativo. Da passagem de som para o show foi um pulo, literalmente. Eu já estava me divertindo. Logo de chegada encontrei sentado no corredor com seus inseparáveis fones de ouvido, ninguém menos que BNegão, um dos convidados da noite, pois é, a noite prometia! Nos cumprimentamos e ele perguntou afavelmente se eu iria mandar nos clicks como sempre! Respondi que sim, orgulhoso. Depois chegou o Jefferson Volve, com sua mãezinha adorável e ele ainda me disse que ia trazer sua vovózinha, de 90 anos mas ela lhe disse que hoje não ia dar porque amanheceu indisposta! Uma figura esse meu amigo! Muito bom!

De repente, com o anúncio do início do show, a sala ficou pequena, uma montoeira de gente invadiu o espaço para prestigiar o amigo, um dos melhores frontman da cena rock carioca, um dos maiores e criativos compositores dentre nós, mister Marco Homobono! Sua presença inspira confiança e alegria, por isso ele é adorável, e mais com o dom que Deus lhe deu, pronto, perfeito. Sei que ele vai fazer piadinha com isso, pois ele ainda é espirituoso, e como bem disse a não menos adorável Carol Aranha, sua mulher, impossível não se apaixonar! E era aqui que eu queria chegar. Apaixonante é o show desse rapaz! Impagável eu diria! Com uma formação Power trio, muito bem acompanhado por Mauricio Moro – o Japa da guitarra e Antiartista, assim que o moço do baixo e teclado se apresenta, e mais um complementar lap top programado, que, Homobono, (ele mesmo!), pilota entre uma canção e outra, sem deixar a peteca cair! Impecável do início ao fim, abriu o show com a sua pérola musical, a surpreendente “Jesus Cristo é ótimo”

Fotos de Nem Queiroz

Fotos de Nem Queiroz

Com uma das melhores frases que já ouvi numa canção under – “Eu conheci Jesus Cristo, Jesus Cristo é ótimo! Eu conheci o cristão, eu cristão, sou péssimo!” – Homobono já ganhava o público de prima. Logo em seguida já chamou o primeiro convidado da noite, um rapper baiano, elegante e ‘bom pra porra’! Seu nome, Jef Rodriguez. da banda OQuadro, assim tudo junto mesmo, (OQ…), em “Nervo Asiático”, onde na parte final da música mandou benzão o seu rap. Foi impecável, valeu Jef! O show seguiu, sempre aplaudido, eram novas canções, o que deu espaço para um ou dois petardos de trabalhos antigos e de trabalhos recentes, como do projeto “Minha pequena Soundsytem” do qual a certa altura, já com todo mundo relaxado, fez comentário que sua mãe não entendeu o nome do projeto e indagou: “minha pequena salsicha, filho!?” Não, mãe! Foi uma catarse de gargalhada geral! É assim, eu não disse que o cara além de genial ainda é super espirituoso!?


homobono-audio-rebel-nem-queroz-radiocultfm-12

O show seguiu nesse clima, ainda com mais participações, como a de Vivian Benford, em “Samba de manhã” (tanto, tanto, tanto…); Jefferson Volve, em “Vanessa”, numa das melhores dobradinhas da noite, com seu estilo Glam e seus sapatos salto alto e suas unhas coloridas, com seu semblante que sempre parece vislumbrar coisas boas de um futuro improvável pra todo mundo, sempre um espetáculo e o onipresente e não menos boa praça, assim como o anfitrião, “meu amigo BNegão”, ainda que em duo modesto, a gente sempre espera que vá verborragiar a canção com sua voz poderosa, mas dessa vez apenas fez a sua parte no refrão, em “Roto Rooter” mas valeu! BNegão já é uma entidade! Sua simples presença contagia tudo! (Quem me dera vê-lo no palco junto com a Real Sociedade!); e já caminhando para o final de tão eloquente noite, ainda subiu ao palco, para substituir o baixo titular, o amigo Lismar Santos, chamado de última hora para tocar “Forrockers” , içado dá platéia, que entre outros, podíamos ver, Malvin e Maurício Gouveia, com seu vozeirão, pedindo música, agitando o meio, a cena, sua especialidade! Como disse, uma noite para não se esquecer! O lançamento do novo trabalho Marco Homobono, “21 de março de 1973”, em 21 de março de 2017, dia do seu aniversário, pode-se dizer que foi um “marco” de competência, atitude, benevolência, fôlego e garra! Algo em extinção aqui pelo Rio, mas que gente como esse bom rapaz, não deixa por menos, corre e vai atrás! E sai na frente ! Obrigado Homobono, ótimo show! E para quem quiser dá uma conferida ferida no som, é só baixar “di grátis” nas plataformas da vida! Aproveite, vale à pena!

Clique aqui e confira mais fotos da noite na Galeria Cult, por Nem Queiroz!

Hits: 18

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *