Ed Motta lança Criterion of the Senses, mostrando toda sua liberdade artística

Ed Motta lança Criterion of the Senses, mostrando toda sua liberdade artística

1
100
0
sexta-feira, 05 outubro 2018
Culturall

Por Ipitácio Oliveira – Desde quando surgiu no cenário musical brasileiro perto do fim da década de 1980 — ainda fazendo parte da banda Conexão-Japeri —, Ed Motta já demonstrava o seu apreço por diversos estilos musicais e compositores, e nunca escondeu as suas influências sonoras em suas músicas. E por causa desse caráter, acabou recebendo inúmeros elogios, não só pelo o que produzia, mas pela fidelidade em suas apresentações.

Nos anos de 1990, Ed começou a rascunhar o estilo que seria adotado nos anos seguintes, percurso marcado por diversas etapas no que desenvolvia, mas sempre com a preocupação com resultado final de seus álbuns, e o seu gênero acabou sendo classificado de “pop com qualidade”. Que na época, lhe trouxe novos holofotes.

Como a escolha correta de um time de músicos de primeira, que contribuíram para que as faixas fugissem do comum, mas sem perder toda influência adquirida, Ed acertou o formato que mantém até hoje. E sabendo aproveitar os caminhos que foram abertos, o cantor acabou conquistando o respeito dentro da MPB, e uma agenda de shows fora do Brasil.

Criterion of the Senses (Membran ‎- CD/Vinil e Streaming) tem as faixas cantadas em inglês e fazendo uma continuação direta do elogiado Perpetual Gateways (2016), que reflete o atual momento do artista, que usufrui de uma liberdade artística rara no Brasil, podendo gravar um trabalho sem precisar recorrer aos gatilhos do mercado vigente, apesar do empenho em ecoar um sentido mais clássico, o que se escuta no disco, é integro e moderno.

Com elegância e dedicação, o álbum flui além de agradar com seu perfil vintage que faz alusão as músicas da década de 1970, afora de sua curta duração — tem apenas 33 minutos — o álbum pode figurar as listas de melhores do ano de 2018, tanto no estilo, “Adult Oriented Rock”, quanto pop ou soft rock, já que Ed e sua banda, são versáteis por transitarem em vários estilos.

Com a abordagem mais rebuscada e tendo toda a sua estrutura rítmica construída em cima do melhor do funk, soul e jazz, “Criterion…” é um trabalho extremamente acessível e animado, feição que diverge da ideia que se tem de um disco destinado para um público mais exigente e pequeno, que fica a parte de tudo. Entretanto, a conclusão que se tem, tanto o cantor, quanto a sua banda, prestigiam o que formularam, seja apreciado sem restrição alguma.

Todo o trabalho e dedicação na criação do álbum são mais do que evidente em sua audição, o que confirma o artista carioca, como o mais apurado em desenvolver um produto que procura dar charme ao mercado contemporâneo. E fica a certeza que Ed Motta presenteará ao seu fiel e crescente público, com novos trabalhos com o mesmo padrão de excelência.

Hits: 103

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *