Dave Grohl venera Neil Peart outra vez

Dave Grohl venera Neil Peart outra vez

1
246
0
terça-feira, 03 julho 2018
Culturall

Por Jorge Felipe Coelho – Já é sabido que o eterno baterista do Nirvana e atual líder do Foo Fighters, Dave Grohl, é fã incondicional de John Bonham e Neil Peart, dois dos melhores bateristas da história do rock. Recentemente, o músico declarou, para a Rolling Stone Magazine, não ser musicalmente capaz de substituir Neil Peart, uma vez que, ao que tudo indica, o baterista do Rush se aposentou das atividades da banda devido à sua condição física.

A publicação, que considera Peart o melhor baterista de todos os tempos, perguntou a Grohl qual seria sua reação caso ele fosse convidado por Alex Lifeson e Geddy Lee (respectivamente guitarrista e vocalista/baixista/tecladista do Rush) para assumir as baquetas da banda, e teve essa resposta: “Eu diria que não sou fisicamente e nem musicalmente capaz, mas agradeceria a oferta. Neil Peart é um animal diferente, outro tipo de baterista.”

Cabe lembrar que Neil Peart, além de ser o principal letrista do Rush e conhecido por sua agilidade, proficiência e energia, há anos não é mais elegível em categorias de publicações que premiam melhores bateristas/percussionistas. Ou seja, Mr. Peart é um hors-concours, literalmente fora de competição.

Esta não foi a primeira vez que Grohl mostrou admiração por Peart e sua banda. Em 2013, o músico havia apresentado o Rush na cerimônia do Rock n’ Roll Hall of Fame que condecorou o grupo. Na ocasião, ele e seus companheiros de Foo Fighters tocaram o clássico “2112” vestidos como os integrantes do Rush, usando perucas. Dias depois, Grohl disse a mesma Rolling Stone Magazine como foi conhecer o mítico baterista do Rush: “Esse homem é tão influente como a religião, ou qualquer herói, ou qualquer pessoa na vida de alguém. ‘Muito prazer em conhecê-lo, posso lhe fazer um café?’ E ele me fez um café, cara. E mais tarde naquela noite eu fui jantar e tomei alguns copos de vinho, e comecei a chorar, porque meu herói me fez um maldito café.”

No início de 2018, Alex Lifeson declarou ao The Global And Mail que o Rush “basicamente acabou”. A banda não faz turnês desde 2015, quando o baterista Neil Peart tornou público seus problemas de saúde e preferência por não tocar em condições que o impossibilitam ter a mesma habilidade e performance de outrora. O Rush ficou na ativa por 41 anos e vendeu mais de 40 milhões de cópias. Foram 24 discos de Ouro, 14 de Platina, 3 Multi-platina, 12 Juno Awards, além de diversas indicações ao Grammy.

 

Hits: 141

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *